Notícias

Vigilância em Saúde de Guarapuava orienta para os cuidados ao encontrar morcegos 

19/01/2023

Com grande incidência de chuvas, o departamento traz orientações sobre a prevenção de doenças que podem ser transmitidas pelo contato da população com o animal.  

 

Entre os meses de outubro e março (primavera-verão), é um período de grande incidência de chuvas, onde o aumento da população de insetos é notável. Este fato está diretamente ligado ao período de reprodução dos morcegos insetívoros, pois neste período há uma farta disponibilidade de alimento para esse tipo de animal.

 

“Neste ano, já encaminhamos quatro coletas de morcego para análise em Curitiba. Estamos aguardando a confirmação se eles estão com a presença do vírus. Após isso, vem o laudo e assim fazemos esse monitoramento do vírus antirrábico. Até o momento, não há nenhum caso confirmado na cidade”, comentou a diretora da Divisão Ambiental de Guarapuava, Suzana de Souza.

 

A diretoria do Departamento de Vigilância em Saúde, por meio da Divisão Epidemiológica e Ambiental, alerta a população de Guarapuava para os cuidados necessários com este tipo de animal.

 

Por ser um animal com hábitos noturnos, é possível identificar se há ninhos no forro das casas, pois durante a noite eles saem de seus abrigos produzindo barulhos constantes. A presença de morcegos é notada, principalmente, quando é feita a manutenção de caixa d’água ou a limpeza na parte superior das residências, por isso, é recomendado estar sempre em atenção.

 

O morcego é um animal que transmite raiva, micose e também pode causar problemas respiratórios, por isso é recomendado que se evite o contato direto com o animal sem proteção adequada. Para morcegos que adentrem a residência, o indicado é abrir as portas e janelas para que o animal saia livremente. Já em casos de encontrar um morcego caído no chão, a recomendação é comunicar o Departamento de Vigilância em Saúde. 

 

O Departamento não remove colônias, mas realiza a coleta do animal caído de forma segura. Lembrando que os morcegos são protegidos pela lei Federal nº 9605 de fevereiro de 1998 (lei do Meio Ambiente), considerados úteis ao homem e à natureza, por isso devem ser preservados.

 

Em caso de contato direto com o animal, arranhadura ou corte procure o atendimento médico. 

 

SERVIÇO 

 

Caso encontre um morcego caído no chão ou teve contato com o animal, entre em contato com o departamento de Vigilância em Saúde, pelo telefone (42) 3142-1552.