Notícias

Setembro amarelo: Promoção a saúde mental e prevenção ao suicídio são temas de blitz educativa

16/09/2022

Nesta sexta-feira (16), diversas instituições, com apoio da Secretaria de Trânsito e Transportes (SETRAN) e o 16º Batalhão da Polícia Militar, realizaram uma blitz educativa que faz parte da Campanha Setembro Amarelo. A ação foi realizada na rua Guaíra e nas avenidas Manoel Ribas e Moacir Júlio Silvestri, onde o tema da valorização da vida e a prevenção ao suicídio foram apresentados para os motoristas. 

 

“Hoje a Secretaria de Trânsito está fazendo um trabalho um pouco diferente. Não falamos só do trânsito com os motoristas, mas sim da saúde mental. Esse é um trabalho extremamente importante, pois se o motorista tiver com uma dificuldade, se estiver enfraquecido mentalmente, ele pode causar acidentes”, destacou o secretário da SETRAN, Adalberto Campos. 

 

Para Janaina Gomes Bonete, do setor de comunicação do projeto “Informação Salva Vidas”, é de extrema importância que as pessoas saibam onde podem procurar apoio especializado. O grupo reúne instituições públicas e privadas de diversos setores com o objetivo de divulgar informações de promoção à saúde mental e prevenção ao suicídio para os guarapuavanos. 

 

“Precisamos levar essa consciência para mais pessoas, de que é importante organizar os pensamentos, manejar as emoções, entender que existe apoio especializado.  Então, ninguém precisa ficar em sofrimento. Queremos que essas informações cheguem para mais pessoas. O nosso objetivo do ‘Informação Salva Vidas’ é falar sobre saúde mental todos os meses do ano”, salientou. 

 

O trabalho de panfletagem feito durante a ação, foi enfatizado pela motorista Rúbia Aquizaia Aguiar, de 33 anos. Ela contou da importância de se ter ações de conscientização e informações sobre o cuidado com a saúde mental no município. 

 

“Esse assunto é essencial para o nosso dia a dia. Com a mente boa, a gente consegue ter uma vida saudável e viver bem. Temos que estar sempre bem e parar um pouco com a correria diária para pensar na nossa saúde mental. Saber onde procurar ajuda é fundamental”, enfatizou.

 

A blitz também contou com a divulgação dos serviços do Centro de Referência do Atendimento à Mulher (CRAM).