Notícias

Secretaria de Saúde promove Dia D da campanha Janeiro Roxo em Guarapuava 

13/01/2023

A ação tem como intuito conscientizar e orientar a população sobre a prevenção da Hanseníase.  

 

Na manhã desta sexta-feira (13), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do SAE CTA (Serviço de Atendimento Especializado- Centro de Testagem e Aconselhamento), deu início às ações do “Dia D” da campanha Janeiro Roxo para conscientização e prevenção da Hanseníase. 

 

“A campanha Janeiro Roxo traz ações como esta com o intuito de detecção precoce dos casos, tratamento oportuno, prevenção de incapacidades e, principalmente, desmistificação da doença. É necessário acabar com o estigma e a discriminação que ainda estão presentes na vida das pessoas acometidas pela doença”, destacou Larissa Bento de Azevedo, enfermeira e responsável pela campanha no município. 

 

Fabiana Farias, de 42 anos, que estava passando pela rua XV de Novembro, conta como este tipo de orientação auxilia a população a identificar e prevenir a transmissão da doença.

 

“É muito importante acontecer ações como esta, pois muitas vezes a população não conhece a existência de algumas doenças. Receber as orientações corretas é necessário”, ressaltou. 

 

Hanseníase

 

A hanseníase é uma doença infectocontagiosa causada pela bactéria Mycobacterium leprae.  A transmissão é feita por meio do contato com o paciente não tratado, sendo transmitido por gotículas, ou seja, espirros, tosse ou secreção. 

 

Os nervos dos membros inferiores, superiores e face vão sendo lentamente comprometidos, por isso as alterações podem passar despercebidas, muitas vezes só são detectadas quando já estão avançadas. Entre os sintomas da doença estão:

 

– Manchas com perda ou alteração de sensibilidade para calor, dor ou tato;

– Formigamentos, agulhadas, câimbras ou dormência em membros inferiores ou superiores;

– Diminuição da força muscular, dificuldade para pegar ou segurar objetos, ou manter calçados abertos nos pés;

– Nervos engrossados e doloridos, feridas difíceis de curar, principalmente em pés e mãos;

– Áreas da pele muito ressecadas, que não suam, com queda de pelos, (especialmente nas sobrancelhas), caroços pelo corpo;

– Coceira ou irritação nos olhos;

– Entupimento, sangramento ou ferida no nariz.

 

Por esse motivo, o tratamento correto cura a doença, interrompe sua transmissão e previne incapacidades físicas. Quando a pessoa inicia o tratamento, ela deixa de transmitir a doença.

 

Além desta ação, que acontece das 10h às 17h, em frente a Praça 9 de Dezembro, as equipes concederão entrevistas em mídias locais com o intuito de orientar a população em relação a doença. 

 

Na última semana do mês, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), serão realizados atendimentos intensificados e específicos voltados à prevenção da Hanseníase.