Notícias

Procon se reúne com representantes da OI S/A para buscar soluções técnicas dos serviços prestados pela empresa em Guarapuava

08/12/2022

Na ocasião foram discutidos a melhoria da prestação de serviços de suporte técnico e a maior celeridade na solução dos problemas dos consumidores.

 

Nesta quinta-feira (08), o Procon de Guarapuava junto ao Procon Estadual, se reuniram com o jurídico e técnicos da empresa de telefonia Oi S/A. Na pauta, estava a melhoria da prestação de serviços de suporte técnico, em caso de defeitos na linha telefônica, assim como a maior celeridade na solução dos problemas dos consumidores.

 

“A justificativa apresentada pela companhia telefônica é de que a tecnologia de cobre está sendo substituída pela tecnologia de fibra, o que irá melhorar a qualidade da prestação de serviço e a segurança, em razão dos furtos do fio de cobre”, enfatiza a coordenadora do Procon de Guarapuava, Luana Esteche

 

O Procon orientou ainda, que a empresa solucione com a maior brevidade a situação das linhas telefônicas de consumidores da Colônia Samambaia, no distrito de Entre Rios. Na localidade, 33 clientes tiveram suas linhas telefônicas desligadas sem consentimento e outras 26 estão com ameaça de desligamento.

 

“O desligamento unilateral das linhas telefônicas, fere o direito dos consumidores e configura falha na prestação de serviços, estando o Procon vigilante na situação”, conta a coordenadora do Procon de Guarapuava. 

 

Para as áreas que não serão beneficiadas inicialmente pela tecnologia de fibra, a empresa está encaminhando um aparelho com tecnologia WLL, que funciona na mesma rede de celular. Entretanto, segundo moradores, a tecnologia WLL não funciona no local, o que deixará a comunidade desamparada do serviço de telefonia.

 

“Caso a empresa decida não contemplar a região com a tecnologia de fibra e se a tecnologia WLL não funcionar, deverá ser mantido os serviços, por meio do fio de cobre”, finaliza Luana. 

 

Como tratativa, a empresa irá reavaliar as linhas telefônicas da região e caso efetivamente não haja o funcionamento de qualquer outra tecnologia, os terminais telefônicos serão religados, para aqueles consumidores que desejarem, e mantidas as linhas ainda ativas.

 

O Procon esclarece que para as demais regiões que tiverem o sistema de cobre substituído pela tecnologia da fibra, não poderá haver aumento de valor com a mudança da tecnologia, devendo apenas o consumidor manifestar a adesão, sem a necessidade de nova contratação.