Notícias

Palestra e lançamento de livro marcam o 22 de julho, Dia Estadual de Combate ao Feminicídio em Guarapuava

25/07/2022

Nesta sexta-feira (22), a Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres, em parceria com a Procuradoria da Mulher da Câmara de Vereadores de Guarapuava, promoveu, no Teatro Municipal Marina Karam Primak, o lançamento do livro “Denúncias de Feminicídios e Silenciamentos: Olhares descoloniais sobre a atuação do sistema criminal”, da doutora e professora de Direito Penal, Ana Claudia da Silva Abreu, seguido de uma palestra com a mesma temática.

 

A ação se deu em alusão ao combate às mortes violentas de mulheres por questões de gênero. Desde o ano de 2019, o dia 22 de julho foi instituído pela Lei nº 19.873/2019, no Paraná, como Dia Estadual de Combate ao Feminicídio. A iniciativa surgiu em memória da advogada Tatiane Spitzner, assassinada pelo marido em 2018 em Guarapuava. Desde então, a data se tornou um momento muito importante para dar visibilidade a essa temática, por meio da realização de debates e conscientização. 

 

“Hoje está sendo um momento muito especial no combate ao feminicídio, e não apenas isso, é também motivo de celebração, pois a cada dia, estamos fortalecendo as políticas públicas para as mulheres, em especial aquelas em enfrentamento à violência. Ademais, esta noite traz para nós uma parceria em Guarapuava, que é um engajamento real e orgânico da academia com a rede de enfrentamento à violência, porque realmente o Centro Universitário Campo Real e a UNICENTRO, fazem parte organicamente dessa rede, e é isso que gera a qualidade e a assertividade para os resultados que buscamos. Fico muito feliz em poder contar com essas parcerias extraordinárias”, destaca a secretária da Secretaria da Mulher, Priscila Schran.

 

Para a palestrante Ana Claudia, poder compartilhar sua pesquisa é muito gratificante, principalmente por se tratar de um evento que possibilita a abertura de portas para tantas mulheres que se somam nessa causa. “Estou muito feliz por poder trazer um pouco dos meus estudos em denúncias. Nessas análises eu fui buscar o que as denúncias revelariam, e durante o processo o que mais me marcou não foi encontrar o que elas evidenciam, mas sim o que elas ocultam, ou seja, muito silenciamento e invisibilização. E, esta noite é  especial, estou muito feliz por ser tão prestigiada no lançamento do meu livro, justamente na data de hoje que é muito importante para nós mulheres. Superei minhas expectativas, fico muito contente pelo espaço e por me ouvirem”, enfatiza a doutora. 

 

O evento contou também com a presença de vereadores e vereadoras de Guarapuava, além de autoridades e pessoas da comunidade.