Notícias

Mostra Pedagógica promove intercâmbio de ideias entre professores

30/10/2014

Mais de 300 professores da rede municipal de ensino apresentaram, na 2ª Mostra Pedagógica, trabalhos desenvolvidos no programa Pacto pela Alfabetização na Idade Certa. Promovido pela Secretaria de Educação e Cultura, a exposição aconteceu na noite desta terça-feira (29), na Igreja Nossa Senhora de Belém, e proporcionou aos profissionais a oportunidade do intercâmbio de ideias. As atividades eram relacionadas à matemática e foram desenvolvidas nas séries iniciais.

O prefeito Cesar Silvestri Filho prestigiou o evento e elogiou as atividades. “As crianças de hoje precisam de materiais mais interativos para aprender, que vão além dos livros, e vejo que isso aqui”, pontua. A secretária de Educação e Cultura, Doraci Sanfer Luy, destacou os benefícios que a mostra gera para as professoras, como a interação e a socialização dos trabalhos. “A exposição demonstra a criatividade e o comprometimento das professoras”. A mostra também foi visitada por outros funcionários das escolas, além da comunidade.

O Pacto pela Alfabetização é um programa do Governo Federal que atua em parceria com estados e municípios para garantir que toda criança seja alfabetizada até os 8 anos de idade. O objetivo é desenvolver atividades que complementam, de forma diferente e lúdica, o conteúdo apresentado em sala. As professoras mostraram muita criatividade com trabalhos sobre geometria e operações matemáticas, confeccionados com diversos materiais recicláveis como garrafas pets, caixas de remédio, latas, entre outros.

Eliane Terezinha Grube dos Santos é professora há 14 anos e ministra aulas na Escola do Campo Domingos de Moraes. “Os alunos aprendem mais no momento em que estão jogando, pois chama mais a atenção deles”, conta. Vanusa Frigeri também dá aulas numa escola multisseriada, a Escola Municipal Vila Palmira. Ela relata que o encontro possibilita conhecer coisas novas. “Estamos sempre buscando inovar com os alunos e através do Pacto conseguimos estender mais o que já fazemos em sala”, opina. Na primeira edição, em 2013, a exposição era relacionada à disciplina de português.