Notícias

Guarapuava consolida investimentos na ampliação da rede de saneamento básico

29/05/2020

Em reunião realizada nesta sexta-feira(29), no Paço Municipal, o Diretor-Presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Cláudio Stabile, e a gerência regional da empresa, apresentaram ao prefeito municipal, Cesar Silvestri Filho, e à equipe de secretários municipais, dados referentes as obras de ampliação da rede coletora e tratamento de água e esgoto na cidade. Até 2021, Guarapuava deve atingir o índice de cobertura de 90,97% da população com a rede de esgoto. A expectativa era alcançar esse patamar apenas em 2030.

 

“Isso representa um enorme avanço na qualidade de vida dos moradores. O município se destaca por ter saído de uma cobertura de cerca de 60%, em 2012, para atender mais de 90% da população até o ano que vem. Vamos conseguir antecipar a meta em nove anos também graças às obras contratadas pelo município, demonstrando o compromisso com a saúde dos guarapuavanos. Com investimentos em saneamento básico, economizamos no tratamento de doenças provenientes da falta de coleta de esgoto e garantimos o abastecimento de água para a presente e as futuras gerações.”, enfatizou o prefeito Cesar Silvestri Filho.

 

De acordo com dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, apenas 10 entre as 100 maiores cidades brasileiras têm uma média de tratamento de esgoto superior a 80%, o que já coloca Guarapuava em uma posição de destaque no cenário nacional. Atualmente, a Sanepar realiza a ampliação em mais de 14 km da rede de esgoto no Jardim Patrícia e Vila Colibri, beneficiando 753 famílias. Na sequência, estão previstas obras nos bairros Santa Cruz, Jardim Érica Iansen, Paz e Bem, Jardins Califórnia e das Américas, CAIC e Vila Bela, totalizando mais de 24 km e 1.394 novas ligações. Também faz parte do planejamento a implantação de cerca de 40 km de rede de esgoto no Distrito da Palmeirinha, atingindo mais de 500 famílias.

 

 

Até 2024, os investimentos devem ultrapassar R$ 145 milhões de reais, somando-se as obras em execução e as previstas de captação, tratamento e armazenamento de água, e ampliação da coleta e tratamento de esgoto em todo município. Segundo a Deputada Cristina Silvestri, Guarapuava se consolida como exemplo de gestão de recursos e investimentos na área de saneamento. “É uma satisfação saber que as obras estão chegando até a população que mais precisa na cidade e nos distritos. Isso é reflexo do planejamento estratégico e da prioridade dada à saúde e ao bem-estar de todos”, afirmou a deputada.

 

Neste momento, estão em andamento e merecem destaque a obra de captação superficial com implantação do módulo de tratamento com capacidade de 300 l/s (litros por segundo), e outras melhorias no sistema de tratamento que vão permitir dobrar o volume fornecido de 300 para 600 l/s. “Nossa missão é levar saúde preventiva com água potável, coleta e tratamento de esgoto. Aqui em Guarapuava, a gestão municipal tem essa sensibilidade de fazer obras que, por estarem no subsolo ganham menos destaque aos olhos das pessoas, mas são fundamentais, pois levam saúde e desenvolvimento, demonstrando o cuidado com a população,” afirmou o diretor-presidente da Sanepar, Cláudio Stabile.

 

Segundo avaliação da Sanepar, apesar do período de estiagem que o estado do Paraná vem atravessando, afetando o abastecimento da maioria dos municípios, Guarapuava está em uma situação menos preocupante, pois o manancial do Rio das Pedras, responsável pelo abastecimento a cidade, não sinalizou até o momento, baixa do nível.  Por outro lado, o município se antecipou realizando obras para ampliação da produção, tratamento e reserva de água, mantendo o fornecimento, mesmo com o aumento de consumo. “Outros municípios vem enfrentando o rodízio no fornecimento de água, inclusive na região metropolitana da capital. Nós, com as obras realizadas até o momento, estamos em uma situação um pouco mais confortável, mesmo assim, ainda vamos ampliar muito nossa capacidade de captar e armazenar água, dando mais segurança para as próximas décadas, sendo uma medida essencial para o crescimento organizado e sustentável da cidade,” finalizou o prefeito.