Notícias

Feira Solidária incentiva reciclagem de materiais e alimentação saudável

26/08/2021

Sirley do Carmo tem 40 anos, é moradora do bairro Colibri e uma das participantes da Feira Solidária. A dona de casa e mãe de três filhos afirma que a ação é indispensável para diversificar as refeições da família, especialmente a alimentação do filho caçula.

 

“Hoje em dia as coisas estão muito caras no mercado, então todo mundo que participa da feira, recicla para poder trocar. Para o João Miguel, meu filho mais novo, de 3 anos, que está crescendo, esses alimentos são muito importantes. Salada, verdura, eu aprendi a fazer até “danoninho” com as batatas que pego aqui. Então, lá em casa, tudo é muito bem aproveitado”, disse.

 

Desde 2015, o projeto atende centenas de famílias guarapuavanas com incentivo à coleta de materiais recicláveis, além de impulsionar a produção e a renda de pequenos agricultores. A cada cinco quilos de materiais, o morador leva para casa um quilo de alimento. 

 

Alimentos frescos vindos do campo são trocados por materiais recicláveis.

 

Esses produtos garantem refeições com mais qualidade para as pessoas em situação de vulnerabilidade social. De acordo com o coordenador do programa, Luciano Werner, a cesta  de alimentos supre as necessidades por vários dias e tem ajudado as famílias a enfrentarem as dificuldades impostas pela pandemia.

 

“Muitos ficaram desempregados. Eu escuto muitas histórias nas filas, que alguém da família, marido ou filho, perdeu o emprego e necessitam mesmo dessa ajuda momentânea. Além disso, o projeto ajuda os pequenos agricultores, pois essas verduras e produtos vêm diretamente deles”, destacou Luciano.

 

A feira ocorre em treze bairros e três distritos do Município. Atualmente, de 100 a 150 pessoas trocam regularmente, em cada edição, os materiais coletados por itens da feira. Os produtos incluem verduras, legumes e tubérculos frescos, como alface, batata, cenoura, repolho e mandioca, até itens de padaria, como pães e bolachas caseiras.