Notícias

Feira de Economia Solidária, edição Dia dos Pais, é sucesso em Guarapuava

12/08/2022

A alegria é visível nos rostos das pessoas que visitam a Feira de Economia Solidária, edição especial de Dia dos Pais no calçadão da Rua XV de Novembro, centro de Guarapuava.

 

Dezenas de expositores mostram seus produtos durante o evento que começou na quinta-feira, 11, e vai até este sábado, dia 13 de agosto.

 

Alimentos, bebidas, artesanatos e plantas ornamentais fazem parte da vasta gama de produtos expostos na gigante tenda montada especialmente para o evento que já se tornou tradicional no município, sempre com a adesão de mais pessoas.

 

Domingos Novaes Pereira, o Baiano, é especialista em acarajé, uma comida típica de seu Estado, a Bahia. Ele mora em Guarapuava há 14 anos e disse que se sente muito feliz em viver na cidade que o acolheu de braços abertos. Ele reitera também, que é uma alegria mostrar sua culinária para as pessoas e perceber que, a partir desse primeiro contato, os clientes voltam e compram cada vez mais.

 

“Eu vim para Guarapuava há 14 anos. Minha mulher é natural daqui e decidimos mudar para o Paraná. Lá na Bahia, onde eu morava, eu já trabalhava com acarajé e resolvi tentar mostrar esta culinária para as pessoas aqui do Sul. Eu tenho um estabelecimento no Bairro Primavera, o Boteco do Baiano, e servimos todos os tipos de comida, mas a culinária da Bahia tem feito muito sucesso por aqui. O acarajé, em especial, tem sido provado por muitas pessoas de Guarapuava. Eu me sinto muito feliz e agradecido por esta oportunidade de trabalhar nas feiras”, destacou Domingos.

 

Marcelle de Andrade, há um ano, resolveu mudar de atividade. Por causa da saúde da mãe, ela deixou a profissão de pedagoga e passou a fazer pães, bolos, biscoitos, doces e bolachas para vender. Durante a semana, ela vende seus produtos em casa, sob encomenda. Quando há feiras, ela vai até os locais e expõe seus produtos. Segundo conta, os resultados estão sendo ótimos. “Por causa da saúde da minha mãe, eu precisei parar com meu trabalho como pedagoga. Comecei a fazer os produtos para vender em casa e está dando muito certo. As feiras são uma vitrine para quem produz. Estou muito feliz com os resultados”, conta.

 

Margarida Luczinski atua no setor de produtos artesanais há seis anos. Conforme destaca, as feiras são muito importantes porque, além das vendas, cria-se uma corrente de amizades e, partir disso, os produtos são divulgados pelos próprios clientes. “Trabalho com feiras há seis anos. Além de vender os produtos, acabamos por conhecer muitas pessoas e criamos um elo muito grande de amizades. Os clientes passam a ser nossos divulgadores. Isso é motivo de satisfação”, comemora.

 

Serviço

 

A Feira Solidária edição Dia dos Pais, é promovida pela Secretaria de Políticas Públicas Para Mulheres. O evento, que começou na quinta-feira (11), vai até este sábado, 13 de agosto, das 10h às 18h.

 

Mais informações sobre outras edições da Feira podem ser obtidas pelos telefones: (42) 3622-1342 ou (42) 98402-6975.