Notícias

Cuidados com os focos do Aedes devem ser redobrados

26/03/2021

Ainda há necessidade de uma maior conscientização de combate aos focos do Aedes aegypti, em Guarapuava.

 

A cidade deve redobrar a vigilância e ter mais atenção aos procedimentos que já deveriam estar incorporados à rotina de todo cidadão.

 

Os últimos levantamentos feitos pela Secretária da Saúde, não são nada animadores. Desde janeiro foram encontrados 61 focos, com larvas do mosquito. Os bairros com maior incidência são: Morro Alto, Jardim Araucária, Residencial 2000, foram registrados 5 focos;  Bonsucesso, São Cristóvão, Parques das Árvores e Recanto Feliz, 9 focos; Xarquinho, Feroz e Primavera 10 focos; Jordão 1 foco; Santa  Cruz e Santana, 2 focos; Boqueirão, Vila Bella, Tancredo Neves, Planalto e Concórdia, 14 focos; Entre Rios, 16 focos; Palmeirinha, 1 foco; Vila Carli, Paz e Bem e Jardim das Américas, 3 focos.

 

“Ainda não foi registrado nenhum caso de Dengue, a doença transmitida pelo mosquito através da picada. Mas a presença do vetor deve colocar todos em alerta”, diz Suzana de Souza, Chefe da Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal da Saúde.

 

A preocupação se justifica, porque se no ano passado, durante todos os 12 meses, foram registrados 87 focos, em 2021 já ter o registro de 61 casos,  indica um aumento bastante significativo e preocupante.