Notícias

Covid -19 : fiscalização rigorosa para evitar aglomeração

22/02/2021

Mais um fim de semana de muito trabalho para a equipe de fiscalização da Covid-19 do Município com o apoio da Policia Militar que realizou na última sexta-feira uma AIFU (Ação Integrada de Fiscalização Urbana) contando com o apoio dos demais órgãos fiscalizadores, Vigilância Sanitária, Meio Ambiente, Bombeiros, Choque, Força Verde, Procon. O objetivo da ação é coibir e conter as irregularidades e descumprimentos dos decretos de prevenção ao coronavirus.

 

Na sexta-feira (19), foram autuados 5 estabelecimentos por descumprimento dos decretos de prevenção e combate ao coronavirus, na operação de Ação Integrada.
No sábado (20) e domingo (21), foram emitidos 4 autos de infração por aglomeração, não utilização de mascaras, aglomeração, não distanciamento entre mesas, não respeitar capacidade de público, atender além do horário permitido, música ao vivo sem licença específica, falta de alvará. Lembrando que o Estado alterou somente o horário do toque de recolher para as 00 h (circulação de pessoas na rua) a abertura e fechamento do comércio permanece o mesmo horário, das 6h (seis horas) às 23h (vinte e três horas), permitindo a entrada no estabelecimento até às 22h (vinte e duas horas) conforme Decreto 8507/2021.

 

Desde o início do ano já foram mais de 20 autos de infração por descumprimento aos decretos de prevenção contra o coronavirus. A fiscalização promete ser ainda mais enérgica porque as medidas de prevenção são cada vez mais necessárias. Baseada nos últimos boletins emitidos pela Secretaria Municipal da Saúde, os casos ativos que chegam a quase 800, são preocupantes.

 

Os agentes de fiscalização pedem a colaboração das igrejas que devem seguir a Resolução nº 1434/2020 da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná que regra as instituições religiosas. Desde o começo do ano, duas foram autuadas por descumprimento aos decretos de prevenção de combate à pandemia.

 

A população poderá esclarecer dúvidas, pedir orientações e informações ou realizar denúncias pelo número 156, telefone da Ouvidoria Geral do Município, ou pelo 190 da Polícia Militar.