Notícias

Com Programa Compra Direta, produtores da Carmug garantem renda e doam produção à instituições de Guarapuava

30/06/2020

Garantir a oferta de refeições saudáveis, com produtos de qualidade doados para instituições que desempenham trabalhos sociais essenciais na cidade e assegurar uma fonte de renda para pequenos produtores locais. Esse é o resultado de uma parceria firmada entre a Carmug (Central de Associações Rurais do Município de Guarapuava) e o Governo do Estado, através do programa Compra Direta.

 

“Esse é um programa muito benéfico, principalmente considerando o momento de pandemia que enfrentamos. Somente em Guarapuava, durante seus três meses de duração, o programa vai movimentar cerca de R$ 250 mil em produtos que serão entregues à instituições da cidade, ajudando quem precisa de alimento e também o produtor rural, que precisa escoar a produção”, destacou o secretário de Agricultura, Ademir Fabiane.

 

Com o programa, o Governo comprará hortaliças, temperos, legumes, panificados (pães e cucas), complementos (bolachas e doces de fruta), frutas, polpa de fruta e feijão dos produtores associados à Carmug, que farão o repasse gratuito às instituições.  “Vamos atender com facilidade e comodidade, entregando produtos frescos e, em contrapartida, nós produtores teremos uma fonte de renda extra, visto que teremos mais um lugar para vendermos, principalmente nessa época em que o comércio está bem mais fraco”, apontou o produtor Rodrigo Junior Paczkowski.

 

Produção local da Carmug será comprada pelo Estado e doada à instituições de Guarapuava (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

 

Nesta semana, os produtores integrantes da Carmug iniciaram as entregas na cidade. Conforme a Secretaria de Agricultura, somente neste primeiro mês, em média, cinco toneladas de alimentos serão destinadas a sete instituições do município selecionadas através de edital lançado pelo Governo do Estado, sendo elas: Hospital São Vicente, Instituto Virmond, Comunidade Betânia, Instituto Amanhecer Sem Fome sedes I e II, Casa Abrigo e Programa Mesa Brasil, do Sesc.

 

Essa modalidade de compra com doação simultânea fará muita diferença na rotina diária dessas instituições, como por exemplo, no Instituto Virmond, que serve, em média, 460 refeições principais (almoço e jantar) por dia. “Esse recebimento de alimentos vai  impactar na economia de recursos que poderão ser destinados para outras demandas do hospital, principalmente nesta época da pandemia, onde os custos se tornaram maiores do que em períodos de normalidade”, avaliou a nutricionista de produção e responsável pelo recebimento dos alimentos no Instituto Virmond, Patrícia Pertschy.