Notícias

Cervejarias de Guarapuava estão entre as melhores do país

22/03/2021

A região de Guarapuava concentra 50% de área de plantio de cevada no país. No inverno, enquanto é preciso ter alguns cuidados especiais com muitas culturas, a cevada é uma das poucas que se dá muito bem no frio.

 

Nos últimos anos, houve um aumento no plantio da cevada na região de Guarapuava, colocando o Paraná como o maior produtor nacional de cevada do país. A maior área de plantio de cevada está no distrito de Entre Rios.

 

A principal matéria prima , o malte, um dos principais ingredientes para a fabricação da cerveja, garante grande parte  da fabricação de cervejas na região.

 

Cevada e trigo, insumos importantes e necessários para produção de cervejas que,  em Guarapuava está se tornando um grande negócio. Onde a qualidade dos produtores é a grande preocupação, para encarar um mercado competitivo e de tradição, com marcas já consagradas no mercado.

 

O  maior Concurso Brasileiro de Cervejas, mesmo com a pandemia, e obedecendo todos os protocolos de segurança à saúde, foi realizado em Blumenau Santa Catarina, no começo de março, com a participação de mais de 3 mil marcas de cervejas brasileiras, com jurados dos principais centros produtores do mundo. De  Blumenau, quatro cervejarias de Guarapuava voltaram pra casa com medalhas de premiação.

 

Vencer ou estar entre os melhores no Concurso Brasileiro de Cervejas, acaba sendo uma realização pessoal, diz

 

Alexander Weckl, da Cervejaria Suábia, que além de premiado no concurso, com medalha de prata, com a cerveja Suábia Kolsch, também faz parte do corpo de jurados. Alexander lembra do orgulho que é fazer parte deste seleto time de premiados, “ porque o rigor e critérios usados nas escolhas são muito grande, de nível internacional, colocando o concurso realizado em Blumenau, num conceito muito alto, um dos mais importantes do Mundo”, disse Alexander.

 

Também de Guarapuava e medalhados no concurso, estão as cervejarias  Água do Monge, que abocanhou a medalha de prata com a cerveja Saison Pitaya;  Jordana Bier com Jordana Gold, medalha de bronze; e a Cervejaria Metzgerbier, medalha de prata com a cerveja Sommer Weiss.

 

Eliezer da Água do Monge,  lembra que neste ritmo, além de já ser referência na produção do malte e cevada, “ logo a cidade se  tornará referência na produção de cervejas, não só pela qualidade das marcas, mas pelo grande número de cervejarias que abrem na cidade, todas preocupadas com a qualidade do produto, para fazer frente as marcas mais tradicionais”, conclui Eliezer.

 

Ezequiel Metzger, lembra que não são todos que podem se orgulhar de ter a segunda melhor cerveja brasileira, dentro deste rigor que é o concurso. ” Ganhar uma medalha nesse concurso mostra a qualidade do processo e requer muito conhecimento técnico. A medalha de prata que ganhamos foi no estilo German styles lechtes weizen (cerveja de trigo leve)”, enfatizou Ezequeil. Sua  cerveja é comercializa e está disponível em supermercados e nos bares e restaurantes de Guarapuava.

 

A prefeitura de Guarapuava, através da Secretaria de Turismo, se orgulha e se congratula com os 4 produtores do município, pelo feito alcançado, sugerindo ao Guarapuavano, que assim que passada a pandemia, valorize a produção local, visitando estes espaços. Assim, não só estará prestigiando a produção de produtos locais, mas consumindo o que o próprio guarapuavano produz dentro de nossa casa.