Notícias

Cadastros de saúde devem ser atualizados em 2020

20/01/2020

O Governo Federal alterou neste ano o modelo de repasse de verbas do SUS (Sistema Único de Saúde) para os municípios do país. Conforme o Ministério da Saúde, antes, o cadastro dos pacientes nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) era uma atribuição dos gestores e dos profissionais de saúde. A novidade é que agora o registro passou a ser um dos critérios para pagamento das equipes de saúde e recursos que vão para a conta dos municípios, ou seja, o cadastro atualizado dos usuários nas UBS, bem como a posse do cartão do SUS, serão usados para definir o repasse financeiro do governo federal para investimentos na saúde pública dos municípios.

 

Neste processo de adequação ao novo sistema, a participação da população guarapuavana é essencial. “Precisamos do apoio de todos”, explicou o secretário de Saúde, Celso Goes, que completou: “O cadastro atualizado na UBS dará transparência de mapeamento de quem vive e como vive em um determinado território; número de usuários homens, mulheres, crianças, jovens, idosos e qual a vulnerabilidade destes pacientes, determinando a verba a partir deste diagnóstico nas Unidades de atendimento. Além disso, manter o cadastro atualizado garante a eficiência das equipes das UBS, facilitando o trabalho e a comunicação entre usuários e profissionais em avisos sobre exames e consultas, situação vacinal ou mesmo na identificação de possíveis doenças transmissíveis”.

 

Segundo uma estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Guarapuava conta com uma população de mais de 180 mil pessoas. No entanto, apenas 118 mil cadastros de saúde estão atualizados, sendo considerados válidos pelo Ministério da Saúde. “Precisamos atualizar nosso quadro para nos adequarmos ao novo modelo de repasse de verbas do SUS, que é fundamental para a execução de nossos serviços”, explicou a responsável pela Sala de Situação e Indicadores de Saúde do município, Regina Maura Diniz.

 

Para quem possui Plano de Saúde e já tem o cartão SUS, o cadastro na UBS também é necessário, pois muitos serviços são ofertados exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde, como  transplantes, atendimento do Samu, aplicação de soro para picada de cobras, aranhas e escorpiões, além de ações da vigilância sanitária, por exemplo. Para fazer uso desses serviços, o cidadão deverá constar no sistema, o que garantirá o repasse da verba do Governo Federal ao município.

 

COMO FAZER O CADASTRO

 

Para cadastrar e/ou atualizar o cadastro existente, basta o cidadão ir até a UBS mais próxima de sua casa com os seguintes documentos: RG, CPF, certidão de nascimento ou declaração de nascidos vivos, comprovante de residência e cartão SUS. Quem ainda não tiver cartão do SUS, poderá fazê-lo, apresentando esses mesmos documentos. Vale ressaltar que portar o cartão SUS não é garantia de que o cadastro na UBS já exista ou esteja atualizado. “Por isso, é imprescindível que a população colabore indo até a UBS mais próxima para fazer o cadastramento”, completou Regina Maura.

 

Todos os cidadãos devem ir até as Unidades Básicas de Saúde e fazer o cadastro nos horários normais de funcionamento (confirme o horário de atendimento da UBS mais próxima) . As equipes de todas as UBS farão essa atualização.