Prefeitura Municipal de Guarapuava
Projeto Samu Ativo ensina à população sobre paradas cardiorrespiratórias
samu ativo no calcadao

A cada 15 dias,através do projeto Samu Ativo,a população de Guarapuava tem a oportunidade de aprender a fazer massagem cardíaca. As atividades, realizadas aos sábados no Calçadão da XV, demonstram o procedimento necessário caso alguém tenha uma parada cardiorrespiratória e as primeiras ações a serem feitas antes da chegada do Samu. O projeto, que reiniciou em agosto deste ano, é uma iniciativa da Secretaria de Saúde, em parceria com os alunos do curso Técnico em Enfermagem, do Colégio Estadual Ana Vanda Bassara.

Segundo o coordenador do projeto Samu Ativo, Marcos Aurélio de Lima, o projeto também possibilita aos alunos do curso técnico melhorar sua comunicação com o público e adquirir experiência no atendimento, além de aprender técnica sem casos de urgência e emergência. “Neste projeto, além de explicar ao público sobre a massagem, transmitimos informações necessárias quando houver a solicitação do Samu para atendimentos de paradas cardiorrespiratórias”, aponta Lima, salientando que, antes de ir às ruas, os alunos do curso técnico recebem um treinamento de 8horas.

“Com o Samu Ativo, nosso intuito é aproximar as pessoas do trabalho do Samu. Esse é também um dos objetivos de outro projeto, o Samuzinho, que leva ensinamentos da área da saúde e sobre o atendimento do Samu para as crianças nas escolas”, diz Lima. O próximo encontro do Samu Ativo será neste sábado (28), das 8h30 às 12h30, em frente à loja Pernambucanas. Em caso de chuva, não haverá.

 

Índices

De acordo com Lima, aparada cardiorrespiratória geralmente acontece quando o coração não tem a capacidade de bombear o sangue ou existe esta capacidade, porém não acontece por alguma razão. “Alguns fatores têm influência direta em casos de paradas cardiorrespiratórias e relação como histórico de vida dos pacientes, como a hipertensão arterial, utilização de substâncias tóxicas, vida sedentária e hábitos não saudáveis,além das pessoas que fazem automedicações sem consulta”, explica.

Em Guarapuava, nos últimos quatro meses foram realizados 160 atendimentos do Samu nas principais causas de paradas cardiorrespiratórias, que são o IAM (Infarto Agudo do Miocárdio), ICC (Insuficiência Cardíaca Congestiva) e HAS (Hipertensão Arterial Severa). “Nunca é demais lembrar que todas as pessoas devem consultar os médicos, sempre que possível, para acompanhar a situação de sua saúde constantemente”, conclui.



Gostou desta matéria? Então Compartilhe!

Voltar

Rua Brigadeiro Rocha, 2777 - Centro, CEP: 85010-210 - Guarapuava - Paraná - Brasil

Fone: (42) 3621-3000

Horário de Atendimento: 12:00 - 17:00

Youtube    Facebook    Instagram
CFW Agência de Internet