Prefeitura Municipal de Guarapuava
Procon realiza pesquisa de preço em postos de combustíveis

Uma pesquisa realizada pelo Procon (Procuradoria de Proteção e Defesa do Consumidor) de Guarapuava esta semana revela quanto o consumidor está pagando a mais pelo combustível no município comparado ao mês de abril deste ano. A análise levou em conta o valor praticado por 31 estabelecimentos de revenda de combustíveis em todos os bairros e distritos da cidade. De acordo com o levantamento, os combustíveis estão com preço médio mais alto, chegando a R$ 0,18 o litro da gasolina; R$ 0,23 do etanol; R$ 0,08 do diesel; e R$ 0,19 da gasolina aditivada.

“Se o consumidor pesquisar antes encher um tanque de 50 litros, por exemplo, poderá economizar até R$ 9,50 no etanol, R$ 11,55 na gasolina comum, R$ 15,00 na gasolina aditivada e R$ 15,50 no Diesel. Dependendo do posto onde o cliente costuma abastecer, pode ter um impacto elevado no seu orçamento”, explica o coordenador do Procon de Guarapuava, Irineu Rodrigues Junior, completando que o preço médio da gasolina comum atualmente está em R$ 3,47; etanol R$ 2,38; gasolina aditivada R$ 3,54; e R$ 2,85 o diesel.

O Procon ainda orienta que, na hora de abastecer, seja com gasolina ou etanol, o consumidor deve ter alguns cuidados, principalmente com combustíveis adulterados, que podem acabar resultando em danos no motor e, consequentemente, prejuízo no bolso. “Procurar abastecer sempre no mesmo posto ajuda na hora de identificar caso haja problema no veículo relacionado a produto adulterado, qual estabelecimento vendeu o produto e desconfiar sempre de preços muito abaixo da média da região. É recomendado exigir o comprovante de pagamento, pois este documento será importante caso tenha algum problema e necessite reclamar”, ressalta Irineu.

O teste de qualidade do produto, também conhecido como “teste da proveta”, é obrigatório e verifica o excesso de álcool na gasolina e pode ser solicitado em qualquer ocasião pelo consumidor. Se o posto negar a realização do teste, o consumidor pode denunciar tanto ao Procon por meio do fone 151, como à ANP (www.anp.gov.br). “Ficar atento também à litragem é importante e, se houver desconfiança, a denúncia pode ser feita junto ao órgão de defesa do consumidor”, finaliza o coordenador do Procon. Além disso, de acordo com o artigo 31 do Código de Defesa do Consumidor, no que diz respeito à oferta, os preços devem estar de forma clara e ostensiva, permitindo a fácil visualização à distância tanto de dia quanto de noite.

 

Aqui pesquisa comparativa

Aqui pesquisa postos

 

 

 



Gostou desta matéria? Então Compartilhe!

Voltar

Rua Brigadeiro Rocha, 2777 - Centro, CEP: 85010-210 - Guarapuava - Paraná - Brasil

Fone: (42) 3621-3000

Horário de Atendimento: 12:00 - 17:00

Youtube    Facebook    Instagram
CFW Agência de Internet