Prefeitura Municipal de Guarapuava
Municípios da Terra dos Pinheirais trabalham juntos para fomentar o turismo
terra dos pinheirais (2)

 A Terra dos Pinheirais tem cultura, história, belezas naturais, gastronomia e muito mais para oferecer aos turistas. Para fomentar ainda mais o turismo, as administrações municipais trabalham juntas com o objetivo de propiciar roteiros atrativos, além de gerar trabalho e renda aos moradores. Uma das reuniões, denominada Instância de Governança da Região Turística Terra dos Pinheirais, ocorreu na bela Rio Azul, no Centro-Sul do Paraná.

Representante da Secretaria de Turismo de Guarapuava, Marcio de Sequeira, destacou que os participantes da reunião “vestiram a camisa da região, criando uma identidade comum e cada cidade mostrando suas riquezas culturais, naturais e produtivas”. Os municípios mostraram suas ações voltadas ao turismo, trocaram experiências e discutiram objetivos comuns e parcerias.

As cidades que fazem parte da região turística Terra dos Pinheirais se destacam em diversas áreas. Guarapuava como a capital estadual e nacional da cevada e do malte; o melhor queijo do Brasil vem de Pinhão; a melhor erva-mate do mundo é produzida em Cruz Machado; o cultivo do feijão preto no país acontece em Prudentópolis; temos as cidades do pêssego (Irati), da melancia (Paula de Freitas), do tradicionalismo campeiro (Guarapuava e outras), da cultura italiana (Bituruna), das culturas ucraniana, suábia, alemã, polonesa, e muitas outras em várias cidades da região.

Somando os municípios, existem belezas naturais incontáveis e diversidade de fauna e flora: milhares de nascentes, centenas de rios com cachoeiras gigantes com até 196 metros (Salto São Francisco, na tríplice fronteira), matas nativas preservadas, araucárias imensas e sua fartura de pinhão, onça parda, lobo-guará, gralha azul, gralha picaça, caitetus, queixadas, garça faceira, curacacos, xaxins, samambaias.

O clima também ajuda, transformando a paisagem com geadas e um frio acolhedor. A região tem ainda produção de vinhos finos, cervejas artesanais premiadas, embutidos típicos únicos, a melhor carne de cordeiro do país, carnes bovinas de excelente qualidade, dando à gastronomia um sabor exclusivo. Para quem busca aventura e adrenalina, os municípios oferecem esportes radicais, como voo de paramotor e paratrike; tirolesas de 150 a 700 metros; cicloturismo com milhares de quilômetros de estradas rurais e campos de trigo, cevada e aveia; pesca de dourados. “Nossa região é rica, com opções para manter turistas ‘ocupados’ por muitos dias. Juntos vamos levar tudo ao conhecimento de moradores e visitantes”, acrescenta Marcio.

Como maior município e indutor da região, Guarapuava mostrou seu trabalho ao longo dos últimos anos, baseado na integração da Secretaria de Turismo com as demais secretarias municipais. “O turismo necessita da eficiência e do sucesso em cada setor. Por exemplo, na infraestrutura da cidade com a recente conquista de um aeroporto moderno e com operações de pouso e decolagem por instrumentos, possibilitando até com clima instável e à noite. Isso beneficia toda a região, assim como também a malha rodoviária que têm sido ampliada e melhorada. Os índices de educação e saúde, a urbanização e mobilidade evoluídas, o zelo pelo embelezamento das vias, praças e parques públicos, a segurança e tudo que possa beneficiar a população local. Tudo é turismo. Estamos transformando o turismo em atividade econômica limpa e eficaz”, afirmou o vice-prefeito e secretário de Obras e de Turismo de Guarapuava, Itacir Vezzaro.

“Guarapuava é o município-polo, referência em inúmeros setores e assumiu o seu papel de liderança ao procurar os municípios mais próximos para criar a primeira rota na Região Serrana do Paraná, com foco nos atrativos culturais e étnicos. Assim os produtos e serviços mais comercializados por agências e mais procurados pelos turistas foram identificados e somados numa rota de 2 a 4 dias ou mais”, salientou Marcio. Prudentópolis apresenta sua cultura ucraniana e atrativos naturais. Guarapuava entra com a rota Terra da Cevada por Entre Rios, mostrando a pluralidade da cultura dos suábios do Danúbio, sua vocação para a produção de grãos e sua verticalização com agroindústrias de ponta. Pinhão conta com a cultura tropeira na gastronomia, no artesanato, costumes e lendas campeiras. Já Bituruna oferece a cultura italiana, vinhos saborosos, polenta frita com queijo na chapa, macarronadas, danças típicas e as vinícolas das famílias pioneiras. Em breve, outros municípios também vão participar desta rota.

A próxima rota na Região Serrana será nos segmentos de ecoturismo e aventura, incluindo caminhadas, tirolesas, rapel, canionismo, aquatrek (caminhada por dentro de rios rasos e com lajes de rocha), voo de paramotor e paratrike, cavalgadas, cicloturismo, pesca da truta arco-íris, de grandes dourados, traíras, pintados, além de esportes náuticos.

Publicado em: 29/10/2019



Gostou desta matéria? Então Compartilhe!

Voltar

Rua Brigadeiro Rocha, 2777 - Centro, CEP: 85010-210 - Guarapuava - Paraná - Brasil

Fone: (42) 3621-3000

Horário de Atendimento: 12:00 - 17:00

Youtube    Facebook    Instagram
CFW Agência de Internet