Prefeitura Municipal de Guarapuava
Muito mais que Proteger!
judô

As conquistas vivenciadas pelos acolhidos na Fundação Proteger são muito comemoradas, pois significam que a instituição está indo além da atuação legal no acolhimento de crianças e adolescentes em Guarapuava. Para que isso ocorra, direção e funcionários da entidade atuam como uma família que luta dia a dia para que os meninos e meninas descubram e busquem a realização de seus objetivos. “Aqui temos seres humanos com necessidades e aspirações e buscamos, através de carinho, atenção e profissionalismo, atender a todos. Temos sido bem sucedidos em várias situações, pois além de contar com o total apoio da Prefeitura, temos diversos parceiros, a quem chamamos de ‘anjos’, que sempre estão de portas abertas para nos ajudar”, destaca a presidente da Fundação Proteger, Lidiane de Cassia Martins Andrade Vatrin.

Assim foi o caso de uma adolescente aprovada no vestibular para o curso de Enfermagem. Vendo o esforço e aspiração da jovem, através de parcerias conseguiu-se uma bolsa de estudos na Faculdade. Outro fator importante para o sucesso dessa jovem foi o apoio de seus ‘padrinhos afetivos’, famílias que geralmente recebem os acolhidos em suas casas, aos fins de semana, dando apoio emocional e social. No caso dessa futura enfermeira, os padrinhos comprometeram se em ajudá-la a completar os estudos.

 

Dança, música e esportes

Outro exemplo de sucesso é um jovem cujo maior sonho era a dança. Também com a ajuda de ‘anjos’, ele ganhou uma tão sonhada bolsa em uma escola de dança e hoje se destaca em apresentações. Em breve, deve tornar-se profissional. A música também faz parte do dia a dia dos acolhidos, com o Amusca, projeto desenvolvido pelo Município e parceria com Tribunal de Justiça do Paraná. O objetivo é proporcionar formação musical profissionalizante aos alunos, que também são encaminhados pelas escolas municipais. Os participantes, que estudam instrumentos, como violino, violoncelo, viola, flauta, trompete, clarinete e teclado, já estão se apresentando em eventos do município, na Casa da Cultura e até casamentos.

A alegria das crianças e adolescentes acolhidas, também pode ser verificada através das atividades das escolinhas de esporte da Prefeitura de Guarapuava. Quase todos os acolhidos participam semanalmente de diversas atividades desenvolvidas pela secretaria de Esportes e Recreação. Alguns estão se destacando e sendo observados para eventualmente seguir no esporte.

Atualmente a Fundação Proteger acolhe 80 crianças e adolescentes de 0 a 18 anos, em situação de risco ou extremo risco, encaminhadas à instituição por ordem da justiça ou pelo Conselho Tutelar. “Quando esgotam as possibilidades de manter a criança em meio familiar, ela permanece na fundação e pode ser encaminhada para adoção. Na Fundação, elas moram em uma das seis casas de acolhimento, divididas por faixa etária, sendo uma exclusiva para pessoas com deficiência. Elas recebem os cuidados e carinho de psicólogos, pedagogos, assistentes sociais, educadores e atendentes, num total de 130 profissionais”, esclarece a presidente.

Pres da Fundação

 

Família Acolhedora

O programa Família Acolhedora, recentemente instituído pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, Ministério Público e Poder Judiciário, trouxe uma nova modalidade de acolhimento à Fundação Proteger. Os acolhidos saem da instituição e permanecem, por um período determinado, com famílias previamente cadastradas e preparadas para receber crianças, adolescentes ou grupos de irmãos que estão afastados temporariamente do convívio familiar de origem. Dez acolhidos já estão sob a responsabilidade temporária dessas famílias em Guarapuava.



Gostou desta matéria? Então Compartilhe!

Voltar

Rua Brigadeiro Rocha, 2777 - Centro, CEP: 85010-210 - Guarapuava - Paraná - Brasil

Fone: (42) 3621-3000

Horário de Atendimento: 12:00 - 17:00

Youtube    Facebook    Instagram
CFW Agência de Internet