Prefeitura Municipal de Guarapuava
II Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres discute direitos, participação e empoderamento feminino
conferencia mulher (8)

A Secretaria de Políticas para as Mulheres e o Conselho Municipal da Mulher realizam, nesta sexta-feira (28), a II Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres. Cerca de 320 pessoas lotam o auditório da Faculdade Campo Real e discutem políticas públicas, violência e direitos humanos. “É necessário pensarmos em todas as mulheres. Cada uma vive em um contexto social, o que buscamos é empoderá-las para que tenham autonomia em suas vidas e jamais sofram qualquer tipo de violência”, enfatiza a vice prefeita e secretária de Políticas para as Mulheres, Eva Schran.

Eva lembrou algumas ações desenvolvidas no município desde a inauguração da Secretaria de Políticas para as Mulheres há dois anos, como a implantação da Casa Abrigo, viabilização do transporte próprio da secretaria possibilitando acesso jurídico e atendimento humanizado para mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, além dos cursos profissionalizantes que visam à autonomia financeira. “Guarapuava se tornou referência para outras cidades porque estamos salvando vidas. Nossa luta é importante, temos muitos desafios, porém jamais vamos retroceder”, esclarece.

A conferência também deu vez e voz para a participação das mulheres do meio rural, como a agricultora Rosa de Moraes Camargo, 52 anos, que mora na comunidade quilombola Paiol de Telhas e veio para o encontro junto com nove vizinhas. Há cinco meses, a Secretaria de Políticas para as Mulheres realiza encontros e atividades no local. “Nossa autoestima está melhorando. Com a continuação dos trabalhos que estão sendo realizados, tenho certeza que vamos conseguir melhorias na saúde e educação e principalmente oportunidade de qualidade de vida para todas as mulheres do Paiol”, aponta. “O papel deste encontro é mostrar que ainda vivemos em uma sociedade que viola os direitos humanos e que a mudança da realidade de muitas mulheres deve começar pelo poder público, criando polos de auxílio às mulheres vítimas de violência. Este é o início para acontecer uma real superação das desigualdades sociais em todos os estados”, explica a arte educadora Cláudia Márcia Batista, que trabalha no Colégio Estadual Mahatma Gandhi.

Durante à tarde, os participantes foram divididos em quatro grupos para debater estratégias e o fortalecimento da autonomia econômica, social, cultural e política das mulheres. As propostas vão integrar o Plano Municipal de Políticas para as Mulheres, que, após aprovado, terá validade por quatro anos. O evento contou com a participação do secretário Executivo, Edony Klüber, secretária de Educação e Cultura, Doraci Senger Luy, a coordenadora da Casa da Mulher Brasileira, Luci Belão, presidente do Conselho Municipal da Mulher, Rafaela Mezzomo, vereadores, além da representante da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Marcy Figueiredo, que palestrou sobre o tema da conferência: Mais direito, participação e poder para as mulheres. 



Gostou desta matéria? Então Compartilhe!

Voltar

Rua Brigadeiro Rocha, 2777 - Centro, CEP: 85010-210 - Guarapuava - Paraná - Brasil

Fone: (42) 3621-3000

Horário de Atendimento: 12:00 - 17:00

Youtube    Facebook    Instagram
CFW Agência de Internet