Prefeitura Municipal de Guarapuava
Guarapuavanos discutem políticas públicas para a juventude
conferencia juventude (7)

Durante esta terça-feira (11), a Secretaria Municipal de Assistência Social realiza a III Conferência Municipal de Juventude de Guarapuava, com o objetivo de elaborar propostas de políticas públicas para o município. Com o tema “As várias formas de mudar o Brasil”, nove eixos norteiam as discussões sobre os direitos instituídos no Estatuto da Juventude. Entre os temas estão a participação social-política e a representação juvenil; profissionalização, trabalho e renda; comunicação e liberdade de expressão; segurança pública e acesso à justiça. Também será formado o Conselho Municipal da Juventude e eleitos delegados para o encontro estadual e nacional da juventude.

“Para que o jovem tenha espaço e seja protagonista dentro da sociedade, é necessária a articulação do poder público e da comunidade. Esta é uma responsabilidade compartilhada. A atual gestão municipal vem trabalhando para que a participação da juventude seja efetivada e seus diretos garantidos”, destaca a secretária de Assistência Social, Eliane de Carli. A secretária de Educação e Cultura, Doraci Senger Luy, aponta a importância do eixo sobre educação e saúde na construção do PME (Plano Municipal de Educação). “A conferência proporciona o debate para a construção de uma política comprometida. Além de pensar nas crianças que estudam na rede municipal, PME também tem a incumbência de voltar o olhar para o jovem incentivando a construção, o monitoramento e concretização de ações”, salienta.

A advogada Talita Rios Leutner participa de grupo de jovens da Paróquia Santa Terezinha e acredita que os temas abordados na conferência tendem a contribuir para reduzir as dificuldades da participação do jovem dentro da sociedade. “Sempre há projetos em prol da juventude, porém muitas vezes não tem uma articulação para a concretização. Se existir uma união de forças entre todos os segmentos da sociedade, as ações de mobilização entre os jovens trazem bons resultados”, avalia. A coordenadora da Pastoral Juvenil de Guarapuava, Daniela de Souza, diz que muitos jovens têm argumentos para falar, mas não são ouvidos. “O eixo comunicação e liberdade de expressão é muito interessante, pois o jovem tem muito para contribuir e pode ajudar o próximo ao se comunicar e lutar pelos seus direitos”, finaliza.



Gostou desta matéria? Então Compartilhe!

Voltar

Rua Brigadeiro Rocha, 2777 - Centro, CEP: 85010-210 - Guarapuava - Paraná - Brasil

Fone: (42) 3621-3000

Horário de Atendimento: 12:00 - 17:00

Youtube    Facebook    Instagram
CFW Agência de Internet