Prefeitura Municipal de Guarapuava
Estímulo à amamentação é tema do 3° Seminário Regional de Aleitamento Materno
seminário aleitamento (3)

 A Secretaria de Saúde de Guarapuava e o Comitê Municipal de Aleitamento Materno realizam, nesta segunda-feira (17), o 3° Seminário Regional de Aleitamento Materno. Entre os participantes, estão acadêmicos e profissionais da área da saúde, representantes dos 20 municípios da 5ª Regional de Saúde, agentes da Pastoral da Criança e comunidade. O seminário, que acontece na Faculdade Campo Real, debate a importância do leite materno para o desenvolvimento saudável da criança e das mães.

“O principal intuito do seminário é desenvolver o incentivo gradual da amamentação em todas as instituições sociais. A partir disso, realizamos o diálogo com profissionais de outros municípios para que possamos implantar ações efetivas de trabalho conjunto, contribuindo para que a amamentação seja estimulada cada vez mais”, salienta coordenadora da Divisão de Atenção Primária da Secretaria de Saúde, Rita Ribeiro Cebulski. Como estímulo às mães, a Prefeitura de Guarapuava preparou espaços especiais para a amamentação nas UBS (Unidade Básica de Saúde).

A especialista em alimentação e nutrição e doutora em história, Suely Terezinha Schmidt, explanou sobre o aleitamento materno e artificial entre as décadas de 1960 e 1980. Suely apontou como os pediatras e os anúncios de fábricas de alimentos estimulavam as mães a usarem o leite em pó em detrimento à amamentação. Já a pediatra Claudete Closs destacou as vantagens do aleitamento materno para o desenvolvimento dos ossos, dos músculos faciais, a regulação da respiração e o desenvolvimento da fala, além de prevenir contra problemas na dentição, infecções e alergias. Também lembrou que a maioria das crianças que mamam dois anos ou mais tem QI superior, fato comprovado em pesquisa realizada pela Universidade de Brasília.

“O evento esclareceu diversas dúvidas que eu e meus colegas tínhamos sobre a amamentação. Agora posso auxiliar as mães com segurança, a partir do que aprendi aqui no seminário”, diz o estudante do curso técnico em Enfermagem, Carlos Sydor, que participou de oficinas realizadas durante o evento. A integrante da equipe diocesana da Pastoral da Criança, Lígia Mara Zablocki, acredita que as ações de incentivo à amamentação devem ter continuidade para que este seja entendido como natural por todos. “O leite materno é o alimento completo, por isso nada mais justo que a sociedade e o poder público incentivem esta prática que salva milhares de vidas diariamente”, aponta.



Gostou desta matéria? Então Compartilhe!

Voltar

Rua Brigadeiro Rocha, 2777 - Centro, CEP: 85010-210 - Guarapuava - Paraná - Brasil

Fone: (42) 3621-3000

Horário de Atendimento: 12:00 - 17:00

Youtube    Facebook    Instagram
CFW Agência de Internet