Prefeitura Municipal de Guarapuava
Com Feira Solidária, Prefeitura evita que 800 toneladas de materiais recicláveis sejam jogadas em locais inadequados todos os meses
feira

Com um único projeto, as secretarias municipais de Agricultura, de Meio Ambiente e de Assistência Social geram renda extra aos produtores rurais de Guarapuava e proporcionam mais qualidade de vida aos moradores do município. O projeto Feira Solidária promove a troca de alimentos por materiais recicláveis, evitando que, todos os meses, cerca de 800 toneladas de resíduos sejam jogados no meio ambiente. “Garantimos a aquisição de mantimentos frescos e saudáveis por materiais que iriam para rios, córregos e galerias pluviais. Assim, protegemos o meio ambiente e contribuímos com a melhoria da renda das famílias do campo”, explana o prefeito Cesar Silvestri Filho.

O projeto tem 141 agricultores inscritos. Cada cinco quilos de resíduos recicláveis podem ser trocados por 1 quilo de alimento. A feira é realizada sempre às quintas e sextas-feiras, em locais previamente divulgados. O projeto beneficia cerca de 210 famílias, aproximadamente, em cada dia da ação. “Definimos os bairros onde será realizada a feira na semana e então noticiamos com antecedência para que os moradores estejam cientes. Pelo menos uma vez por mês, ou no máximo a cada dois meses, retornamos ao local”, explica o secretario de Agricultura Itacir Vezzaro. “Além de contribuir no aumento da produção agropecuária, incrementamos a renda do agricultor e ainda disponibilizamos alimento fresco a mesa dos guarapuavanos. É uma grande satisfação”, elucida Itacir.

A aposentada Leoni da Silva, 62 anos, divide a casa na Vila Bela com mais 19 pessoas. Este mês, a família acumulou cerca de 100 quilos de material reciclável. Com a troca na Feira Solidária, mesa será farta com legumes, verduras, frutas, feijão, produtos de panificação, entre outros mantimentos. “Era tanto lixo que nem sempre tinha um destino, ficava em volta da casa. Com a troca, além ter termos um lote mais limpo, temos alimentos saudáveis e sem pagar nada”, explica. Da mesma maneira, a dona de casa Alexandra Mendes, 20 anos, comemora a economia, assim como os benefícios para o meio ambiente. “Eu, meu marido e meu filho acumulamos mais de 50 quilos de lixo por mês. Ficamos felizes que todo esse material seja bem destinado”, comemora.

A feira atende os distritos de Entre Rios e da Palmeirinha, e os bairros Vila São José, Vila Bela, Adão Kaminski, Boqueirão, Xarquinho, Vila Colibri, Residencial 2000 e Jardim das Américas. O projeto conta com apoio da Carmug (Central de Associações Rurais do Município de Guarapuava), responsáveis pela produção dos alimentos e da Reciclasol (Cooperativa dos Operadores Ecológicos de Guarapuava), entidade designada para a coleta e destinação do reciclável. “Os materiais retirados do meio ambiente, como papel, plástico, vidro e pneus, são os mesmos que causariam grandes prejuízos ambientais e urbanos, como entupimentos de galerias pluviais, ou poluição do solo, por exemplo. Unimos o útil ao agradável e ainda colaboramos na economia do município”, esclarece o secretario de Meio Ambiente, Celso Araújo.



Gostou desta matéria? Então Compartilhe!

Voltar

Rua Brigadeiro Rocha, 2777 - Centro, CEP: 85010-210 - Guarapuava - Paraná - Brasil

Fone: (42) 3621-3000

Horário de Atendimento: 12:00 - 17:00

Youtube    Facebook    Instagram
CFW Agência de Internet