Notícias

Blitz educativa conscientiza motoristas sobre restrição de tráfego de veículos de carga na estrada do Guairacá

04/10/2019

A nova portaria que restringe o tráfego de veículos com cargas acima de 38 toneladas em determinado trecho da Estrada Benedito de Paula Louro, a estrada do Guairacá, entra em vigor neste sábado (05). A partir de amanhã, estarão proibidos de trafegar os seguintes veículos: caminhão mais reboque a partir de quatro eixos, bitrem, tritem, rodotrem, treminhões e caminhões Romeu e Julieta. O trecho o qual a restrição será aplicada é a partir do km 0 até o km 24,6. Como forma de conscientizar os motoristas, a Setran (Secretaria de Trânsito e Transportes) realizou uma blitz educativa na estrada, nesta sexta-feira (04). “Sabemos da importância dessa via para a cidade, tanto para o escoamento de carga quanto para turistas que utilizam a rota para o Salto São Francisco. Por isso, estamos aproveitando o grande fluxo de veículos de carga que saem dos locais de carregamento para conscientizar os motoristas destes veículos sobre a importância de respeitar a norma”, enfatizou o secretário de Trânsito e Transportes, Airson Horst.

 

(Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

 

Como forma alternativa de fluxo, houve a readequação de uma estrada vicinal da região que liga a estrada do Guairacá diretamente à PR-466. A via será utilizada como alternativa de tráfego e minimizará o impacto da circulação destes veículos na estrada que leva ao Salto São Francisco. Em diversos trechos, há sinalização aos motoristas sobre a proibição de tráfego para veículos com carga acima de 38 toneladas. Com isso, caminhões que forem flagrados trafegando em desacordo com a sinalização serão autuados conforme estabelece o Código de Trânsito Brasileiro.

 

Além de diminuir o fluxo intenso de veículos pesados, a mudança aumentará a segurança tanto para motoristas de veículos de carga, quanto para os moradores da região. “Tenho percebido que o trânsito ficou difícil e perigoso aqui. Temos uma grande quantidade de alunos que estudam e utilizam esse trajeto pela manhã, meio-dia e à noite, e nós sempre tememos pela segurança, principalmente, das crianças, além da comunidade geral. É uma boa medida para prevenir e evitar problemas maiores ou acidentes graves”, afirmou o vice-presidente da Associação de Moradores do Distrito do Guairacá, Mário Poczynek, que mora há 50 anos na comunidade.