Prefeitura Municipal de Guarapuava
1ª Conferência Municipal de Proteção e Defesa Civil discute ações para o enfrentamento de desastres naturais
conferencia defesa civil

Começou na manhã desta quinta-feira (13), no salão nobre da Faculdade Campo Real, a 1ª Conferência Municipal de Proteção e Defesa Civil em Guarapuava. A comissão organizadora é composta por representantes das Secretarias Municipais de Assistência Social, de Comunicação, de Habitação e Urbanismo e de Planejamento, Corpo de Bombeiros, Unicentro e entidades da sociedade civil organizada. A programação foi dividida em quatro eixos temáticos: Gestão integrada de riscos e respostas a desastres; Integração de políticas públicas relacionadas à proteção e à defesa civil; Gestão do conhecimento em proteção e defesa civil; e Mobilização e promoção de resposta de proteção e defesa civil na busca de cidades resilientes.

José Edilson Silvério, representante da Secretaria de Habitação e Urbanismo na comissão, disse que a conferência integra uma série de ações que a administração municipal está promovendo para oferecer um atendimento ágil e unificado às famílias em casos emergenciais. “O evento tem o objetivo de promover e fortalecer a participação e o controle social nas políticas públicas do setor, além de tornar Guarapuava uma cidade resiliente, ou seja, preparada para qualquer condição adversa como chuva intensa, alagamento e vendaval. Esperamos que o evento resulte em boas propostas para encaminhamento à Conferência Estadual e que, no futuro, possam se tornar leis nacionais”, concluiu.

Segundo a secretária de Assistência Social, Cristina Silvestri, um evento como este é fundamental para que todos saibam como agir diante de situações de risco. “A comissão, com eficiência e entusiasmo, preparou esta conferência que certamente fará com que a nossa cidade esteja preparada para enfrentar situações de desastres, tanto na prevenção, quanto nas ações efetivas”, ressaltou.

Para o coordenador regional adjunto de Defesa Civil, capitão Jorge Augusto Ramos, o Corpo de Bombeiros age em parceria com a Defesa Civil em busca de respostas positivas diante de eventos adversos. “Esta conferência traça o panorama de quais problemas atingem o município e nos aponta soluções de como tratar estes problemas, quais são os anseios da população e como agir diante de riscos eminentes”. O capitão falou ainda sobre a importância da sociedade civil diante de desastres naturais. “É necessário estruturar os órgãos de segurança e trabalhar principalmente na preparação da comunidade para enfrentamento dos eventos. Temos que trazer a população para o nosso lado, porque ela também integra a Defesa Civil e, aliás, o trabalho precisa partir de dentro das residências para os espaços públicos”, opinou.

Joarez Camargo, presidente da Associação de Moradores do Bairro Santana, parabenizou a iniciativa da Prefeitura por organizar a conferência. “O trabalho integrado de diversos setores nos mostra a preocupação dos órgãos responsáveis pela prevenção e reconstrução de áreas afetadas diante de desastres naturais. Este evento é muito importante porque temos visto que o clima de Guarapuava está mudando. Tivemos granizo, vendaval e até mesmo neve, portanto é fundamental que tanto a população quanto as autoridades saibam como agir e estejam preparados com respostas imediatas”.

O evento segue durante a tarde de hoje, com debates nos eixos temáticos e a eleição dos delegados que irão representar o município na Conferência Estadual, ainda sem data definida.



Gostou desta matéria? Então Compartilhe!

Voltar

Rua Brigadeiro Rocha, 2777 - Centro, CEP: 85010-210 - Guarapuava - Paraná - Brasil

Fone: (42) 3621-3000

Cadastre seu email para receber nossos informativos
Youtube
CFW Agência de Internet