Prefeitura Municipal de Guarapuava
13° aniversário da Lei Maria da Penha é celebrado com projeto de lei em Guarapuava
Assinatura do projeto de lei (48)

Hoje, quarta-feira (07), em comemoração ao 13° aniversário da Lei Maria da Penha, o prefeito Cesar Silvestri Filho e o presidente da Câmara de Vereadores, João Carlos Gonçalves assinaram o projeto de lei que institucionaliza o Programa Educacional de Prevenção à Violência contra as mulheres em Guarapuava. “Quando transformamos a iniciativa em uma lei, damos uma proteção institucional a educação das nossas crianças. Seja o que aconteça no município, a lei funcionará como guardiã dessa incrível iniciativa”, destacou o prefeito Cesar Silvestri Filho.

O projeto Maria da Penha nas Escolas completou seu primeiro ano de atuação nesta quarta (07). Inspirado na lei brasileira, a iniciativa da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, desenvolvida em parceria com a Unicentro e o Centro Universitário Campo Real, busca a sensibilização da comunidade escolar no combate a violência. “Lançamos este projeto com uma metodologia em três âmbitos. A primeira é a formação da equipe pedagógica, para que eles saibam identificar casos de violência e possam fazer o encaminhamento correto. Depois, com os pais e responsáveis, trabalhamos a empatia através dos círculos de justiça restaurativa, E no terceiro, trabalhamos com os alunos uma oficina em que eles aprendem seus direitos e de maneira lúdica expressam todo o seu aprendizado”, declarou a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Priscila Schran.

O projeto é realizado nos bairros com maiores índices de violência da cidade. Em um ano foram atendidos 156 pais e responsáveis em círculos restaurativos realizados pela equipe da Campo Real, 253 alunos nas oficinas do projeto Florescer e 86 servidores pedagógicos das escolas municipais atendidos pelo Numape e Secretaria.

Além da assinatura do projeto de lei, o evento desta manhã também apresentou ao público presente os produtos educomunicacionais desenvolvidos pelos alunos do 3° ano da Escola Municipal Dalila Haenisch Teixeira. Rayssa Gabriela de Souza de 7 anos, foi uma das alunas da escola que participou das oficinas. “Aparecer no cinema foi muito legal! Eu não conhecia a lei Maria da Penha e, aprendi que quando uma mulher sofrer, ela deve ligar para a polícia e denunciar”, afirmou a aluna do 3° ano.

Ao final do evento, as crianças também assinaram o projeto de lei, deixando sua marca nesta conquista na educação do município. A criação dessa lei garantirá que mais guarapuavanos tenham contato com informações relevantes ao combate à violência, já que mais escolas serão atendidas pelos projetos. “Ao ver todos estes trabalhos realizados pelos alunos, a minha esperança, e de todos nós aqui, é que para ter um mundo melhor precisamos entender que não há diferenças entre homens e mulheres. Que vocês, meninas, possam ser tudo o que vocês quiserem, e que vocês, meninos, aprendam a ter respeito por todos”, finalizou o prefeito.

Também estiveram presentes no evento coordenadora do Numape, Rosângela Bujokas de Siqueira; pró-reitora acadêmica da Faculdade Campo Real, Patricia Melhem, juíza da Vara da Infância e Juventude de Guarapuava, Rafaela Zarpelon; Reitor da Unicentro, Osmar Ambrósio de Souza; Juíza da Vara Criminal, Carmen Silvania Zolandeck Mondin; representantes da deputada estadual Cristina Silvestri; presidente da câmara de vereadores, João Napoleão; e representantes da rede de enfrentamento do município.

 

Publicado em: 07/08/2019



Gostou desta matéria? Então Compartilhe!

Voltar

Rua Brigadeiro Rocha, 2777 - Centro, CEP: 85010-210 - Guarapuava - Paraná - Brasil

Fone: (42) 3621-3000

Horário de Atendimento: 12:00 - 17:00

Youtube    Facebook    Instagram
CFW Agência de Internet